quinta-feira, 16 de abril de 2009

À Margem do Encontro

Saída de Campo sempre significa um contacto próximo com a Natureza.

Muito próximo, e mais ainda para quem vem de mais longe e saboreia com outro apetite o deslumbramento que a vida vai oferecendo.



No explendor do Outono, num carnaval colorido de tons quentes, as folhas despegam-se das árvores e vão em grupo mascaradas ribeira abaixo, proporcionando esta beleza flutuante.



Na margem, os cardos cujos picos nos mantêm à distância, exibem a sua intocável altivez, limitando a intimidade apenas ao olhar.

E mais ao longe, uma imagem sem palavras, como um texto para ler devagarinho.

2 comentários:

Jose Luis Pardal disse...

Realmente é uma leganda sem palavras.

"Nas folhas, as marcas do tempo,
Nas mãos, as lidas da vida.
As folhas e os dias castanhos
Juntos no meio do campo.

Debaixo do castanheiro
Ao rebusco das castanhas
É outono na estação
E quase inverno na vida.

Tons tristes dos dias curtos
Luz que finda, o fim do dia,
Mas até nos tons cinzentos
A vida se expande e se recria

Feiticeira disse...

Ha imagens que valem de facto por milhares de palavras... Esta é sem duvida uma delas.

Parabens pelas fotos e pelas deliciosas legendas...

Um abraço

Kris